CidadesPolítica

A expectativa política de Cedro/PE para a votação das contas do ex-prefeito Josenildo Soares pela Câmara Municipal.

A expectativa política de Cedro/PE para os próximos dias será a votação da prestação de contas do ex-prefeito Josenildo Soares pela Câmara Municipal.

Teoricamente dos nove vereadores que representam aquele Poder, já há estabelecido um certo posicionamento político partidário, divididos em cinco parlamentares municipais na situação e quatro fazendo as vezes de oposição.

Teoricamente isso poderia complicar a vida do ex-prefeito já que o mesmo precisará de dois terços dos votos para aprovar suas contas, ou seja, seis (06) vereadores. Porém, recentemente através de uma matéria publicada em outro blog, o ex-prefeito foi taxativo em anunciar sua pré-candidatura em breve, o que nos faz imaginar que não haverá votação contrária à lógica de oposição (4) e situação (5).

Após a análise da prestação de contas do ano de 2016, o TCE (tribunal de Contas do Estado) apresentou relatório com parecer desfavorável a aprovação das referidas contas. Os desembargadores foram unânimes em aprovar o referido relatório, onde ficou demonstrado o cometimento de várias penalidades, no decorrer daquele ano, pelo senhor Josenildo Soares. É prudente afirmar que os julgadores do TCE, não analisam o lado pessoal do Administrador, ficam apenas na esfera técnica do cumprimento das leis que regem a Administração Pública. Ou seja, houve o descumprimento da Lei e quem o faz, está sujeito as penalidades já estabelecidas aos infratores.

Mas a questão primordial nesta votação pela Câmara Municipal será o comportamento dos senhores parlamentares. Quais serão seus posicionamentos? Será cumprida a Lei, ratificando o que diz o TCE, ou simplesmente rasgarão a Constituição e jogarão o lixo para “debaixo do tapete”?

Este SITE tem acompanhado a realidade do cotidiano cedrense e o desempenho dos vereadores do Município de Cedro, e, por conseguinte, também o Poder Executivo Municipal. Vereadores como a senhora Marcia Mariano, Nana Martins e o próprio Lando de Constâncio, tem se apresentado na Casa Legislativa, pregando discursos de moralidade, ética e respeito à população. Mas, são aliados do ex-prefeito e aí, fica a dúvida tempestiva o que farão? Contrariam as leis, e seguem na contramão da honestidade? A senhora vereadora Marly Quental, por si só, jamais seria contrária ao seu esposo (ex-prefeito Josenildo Soares).

Por outro lado, os vereadores da situação, pela própria aproximação com o presidente da Câmara devem estar cientes que o momento  não é de driblar as leis e sim de cumpri-las na íntegra, imaginando aqui nós meros mortais, que, irão aprovar o relatório do TCE e consequentemente, fazer o que determina a legislação. Os vereadores, Aninha, Mika, Tanço, Miguel Leite e o próprio presidente atual Zé de Benga, tem os olhos da população sobre si, principalmente dos cidadãos que não compactuam com o errado.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
× Fale com a redação
Fechar